Em 2015, Rodrigo Valente foi o orientador do média-metragem Bárbara, para a disciplina de Processo Criativo, do curso de Publicidade e Propaganda da ESPM-Sul. O projeto foi inteiramente feito por alunos de 1º semestre e denunciava o abuso de mulheres dentro de suas próprias famílias.